Diretora do SERGS participa de seminário sobre capital estrangeiro na saúde

A diretora do SERGS e representante da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Seguridade Social (CNTSS/CUT), Cláudia Franco, participou nos dias 27 e 28, em São Paulo, do Seminário A Entrada de Empresas Multinacionais na Saúde e os Desafios para o Movimento Sindical.  Este seminário faz parte de um programa interinstitucional que envolve a CNTSS/CUT, o movimento Internacional dos Serviços Públicos no Brasil e a entidade Service Employees International Union, com apoio do sindicato que representa o setor de saúde da Inglaterra. 

Entre os temas que foram debatidos estão os desafios para o SUS, o diagnóstico do capital privado na saúde, o processo de formação de um dos maiores sindicatos do mundo, na Inglaterra, além das perspectivas do movimento sindical na América Latina.

O caso da compra da Amil pela United Health, maior operadora de saúde dos Estados Unidos, por R$ 10 bilhões, tem sido um dos exemplos da entrada de capital estrangeiro na saúde brasileira. Em todo o país e, principalmente em São Paulo, este movimento do capital tem crescido bastante com a compra, inclusive, de entidades filantrópicas.

Segundo Cláudia, esta é uma realidade que já está começando a chegar no RS e que deve dificultar ainda mais a relação dos sindicatos com gestores. “Debates deste tipo são importantes para esclarecer os mecanismos de funcionamento destas grandes corporações e fortalecer a luta dos trabalhadores”, afirma.

Texto: Assessoria de Comunicação SERGS / Fotos: Divulgação CNTSS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

um × 3 =