Hospital de Tramandaí: aporte financeiro permite pagamento em prazo menor

Proposta será submetida em assembleia para avaliação dos trabalhadores demitidos

 

Uma nova mediação sobre o caso das demissões no Hospital de Tramandaí foi realizada nesta sexta (28) no TRT-4. O SERGS foi representado por sua presidente em exercício Denize Cruz, e pelos diretores Ismael Miranda da Rosa e Inara Ruas, acompanhados do advogado Jeverton Lima, da assessoria jurídica para o interior. A mediação foi conduzida pelo desembargador Alexandre Correa da Cruz, na Escola do TRT-4.

A mediação começou com a notícia da disponibilidade dos recursos federais da Média e Alta Complexidade (MAC), com repasse pelo governo do Estado, de valor da ordem de R$ 1,5 milhão, o que permitiria pagamento parcial de 35% do total das rescisões.

Diante desse aporte financeiro, após a intervenção do mediador, a Fundação de Saúde de Sapucaia do Sul refez a proposta, mantendo o valor de R$ 350.000,00 por parcela, porém em 18 vezes, com acréscimo de uma parcela balão ao final para pagamento dos juros referentes ao período.

Essa proposta será agora encaminhada em assembleia pelo SERGS e demais sindicatos para aprovação ou não pela categoria. A Fundação também informará até 12 de julho os valores referentes ao FGTS de cada trabalhador, de forma individualizada, para os respectivos sindicatos.

Uma nova sessão de mediação foi agendada para o dia 15 de julho, às 14h, já com o resultado das assembleias de cada categoria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dois + sete =