Cardiologia: mantida a reintegração dos trabalhadores despedidos

O Tribunal Regional da 4ª Região – TRT4 negou, nesta segunda-feira (4), pedido de liminar da Fundação Universitária de Cardiologia, de Porto Alegre. Com isso, está mantida a decisão de reintegração dos 223 trabalhadores despedidos sem o pagamento das verbas rescisórias, nos dias 16 e 17 de novembro, em ação civil pública ajuizada pelo SERGS e SINDISAÚDE-RS. A Justiça anulou as demissões por reconhecer que a despedida em massa não teve a prévia negociação com os sindicatos.

No indeferimento da liminar, ressaltou-se que a reintegração dos empregados não inviabiliza a implementação do Plano de Recuperação do Hospital, que alega grave crise econômica e financeira. Destacou-se, ainda, que não há qualquer indício de que a reintegração trará prejuízos à qualidade dos serviços prestados aos pacientes atendidos no local.

O escritório Paese Ferreira, da assessoria jurídica do SERGS, segue realizando plantões para esclarecer dúvidas dos trabalhadores reintegrados. O atendimento é por ordem de chegada nas terças e quartas pela manhã (das 9h às 12h) e nas sextas de tarde (das 14h às 17h), na Rua dos Andradas, 1121, 6º andar. Havendo preferência por realizar agendamento, o telefone de contato é o 3287-5200.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Paese Ferreira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

3 × três =