Categorias unidas na luta por direitos no GHC

Trabalhadores(as) de diferentes áreas do GHC reuniram-se na noite desta quarta (18) para debater os temas que deverão estar na pauta de reivindicações em 2023. A reunião aberta foi uma iniciativa conjunta de todos os sindicatos das categorias que atuam no GHC – SERGS, Sindisaúde, Sindifars, Sintaergs, Sasers, Sindaergs, Sipergs, Soergs, Sinurgs e Sinttargs, em parceria com Aserghc.

O auditório da associação ficou lotado de enfermeiras e profissionais da saúde, auxiliares de higienização e da área administrativa que trabalham nas diferentes unidades do grupo.  O SERGS foi representado por sua diretora Gabriela Nespolo Casenote, que atua no Hospital da Criança Conceição.

Foram discutidos pontos importantes referentes às relações de trabalho, atuação sindical, democracia no país e a luta pela preservação do GHC 100% público. Nas relações de trabalho, os principais temas debatidos envolvem o respeito e a valorização dos profissionais, o direito ao atendimento integral à saúde do trabalhador e o combate ao assédio moral nas áreas. Também foi debatida a questão da redução de jornada na higienização, uma pauta antiga, e que envolve toda a comunidade do GHC.

Para a diretora Gabriela, o evento foi muito produtivo e mostrou que a enfermagem se soma a todas essas lutas, na busca pela valorização dos trabalhadores GHC. A partir de agora, os temas levantados na reunião serão organizados e levados para discussão na Mesa GHC, reunindo sindicatos de trabalhadores e a nova administração do grupo hospitalar, de forma permanente e com objetivo de fechamento de acordos ao longo do ano.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

15 − onze =