Trabalhadores(as) do GHC aprovam proposta do Vale e Banco de Horas

Categorias manifestam sua indignação com a falta de sensibilidade da gestão da instituição

 

Os(as) trabalhadores(as) de dez categorias profissionais que atuam no Grupo Hospitalar Conceição aprovaram em assembleia unificada a proposta da gestão para renovação dos acordos do Vale-Alimentação e Banco de Horas até março de 2023. A votação se deu no formato híbrido, por meio de formulário eletrônico, a partir da assembleia realizada nesta terça, dia 26.

Com participação de 1.718 trabalhadores(as) do GHC, a votação teve 56,1% de votos a favor da última proposta da gestão para o Vale-Alimentação. Em relação ao Banco de Horas, 74% dos votantes aprovaram a proposta de renovação.

Apesar de aprovada a proposta da gestão, os resultados expressam a indignação com a falta de valorização da direção do GHC – que não reajusta o valor do Vale-Alimentação há mais de 5 anos. Os sindicatos tentaram desde março negociar um acordo mais favorável, enfrentando a resistência da gestão do GHC em avançar.

A presidenta do SERGS Cláudia Franco ressaltou que a luta deve continuar e que as entidades seguem firmes na defesa dos direitos. “Participamos de várias reuniões pressionando a gestão, pedindo a equiparação do Vale-Alimentação com outras instituições federais”, afirmou.

Cláudia também lembrou que o Banco de Horas é uma pauta que interessa a gestão para tirar um direito de hora-extra que está garantido em Convenção, documento que garante direitos para além da CLT a partir da negociação dos sindicatos.

Com a aprovação desse acordo, o regramento de Banco de Horas e o valor do Vale-Alimentação permanecem nos patamares atuais até 31 de março de 2023. No próximo ano, o SERGS e os demais sindicatos esperam encontrar um cenário mais favorável ao diálogo e ao atendimento dos pleitos dos trabalhadores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

14 − seis =