Câmara Municipal de Porto Alegre abre espaço para debate sobre a Enfermagem na construção da cidadania

Um encontro de entidades da Enfermagem, profissionais da área e lideranças políticas que apoiam as lutas da categoria. Assim foi a primeira edição do Seminário Alusivo à Semana de Enfermagem da Câmara Municipal de Porto Alegre, realizada na noite desta quinta-feira, dia 19, no Plenário Ana Terra e também com transmissão online, que contou com a participação do SERGS como organizador.

O principal tema debatido no evento foi “A importância da Enfermagem na Construção da Cidadania: História, Avanços e Desafios – Enfermagem e Educação construindo a cidadania”. Os painelistas foram a presidenta do SERGS, Cláudia Franco, o diretor do Sindisaúde, Júlio César Duarte, o conselheiro federal do sistema Cofen, Daniel Menezes de Souza, a presidente do Coren-RS, Rosangela Gomes Schneider, e a diretora da ABEn, Erica Rosalba Mallmann Duarte.

O evento teve como anfitrião o vereador Jonas Reis, proponente da atividade no Legislativo Municipal. Também participaram da abertura o deputado federal Elvino Bohn Gass, parlamentar que votou de forma favorável ao Piso Salarial da Enfermagem (na recente votação do PL2564), e a deputada estadual Sofia Cavedon.

Jonas iniciou falando da importância do acolhimento feito pelos profissionais da Enfermagem. O vereador também falou sobre o projeto recentemente apresentado na Câmara, de sua autoria, para garantir descanso digno a enfermeiros(as) e técnicos(as) de Enfermagem. “Tem muitos hospitais da capital onde o local de descanso é uma peça pequena, um banheiro, ao lado de uma privada, onde mal tem espaço para estender um colchonete. Isso é um grande desrespeito”, ponderou.

Bohn Gass cobrou agilidade na assinatura da sanção presidencial da Lei do Piso Salarial. “Sabemos que há recursos para pagar a Enfermagem. O teto de gastos tirou bilhões do recurso da saúde, recurso este que pode ser usado para garantir remuneração justa aos profissionais. Esse é o debate que precisamos fazer”, avaliou.

Durante seu momento de explanação, a presidenta Cláudia Franco se emocionou ao falar do SERGS e de suas lutas históricas para a construção da cidadania e valorização da Enfermagem. “O SERGS sempre defendeu o piso salarial e as 30 horas. O SERGS ajudou a construir o Sistema Único de Saúde. Somos o primeiro sindicato de enfermeiros do Brasil, ganhando uma Carta Sindical em plena ditadura militar. Temos hoje uma Federação Nacional dos Enfermeiros que nasceu dentro do SERGS. Somos um sindicato de vida e de lutas de muitas pessoas”, sentenciou.

Cláudia também fez um resgate da conquista recente de uma unidade nas lutas sindicais e da parceria com entidades que representam as demais categorias da saúde, como o Sindisaúde, que representa os técnicos(as), o Sindifars, dos farmacêuticos, e outros. E saudou o ex-presidente Estevão Finger, hoje assessor parlamentar do vereador Jonas Reis e um dos idealizadores do evento, por seu papel importante nesta caminhada.

A presidenta do SERGS finalizou conclamando a Enfermagem a ocupar seu papel na construção das entidades, colocando em prática aquilo que desejam para a profissão. “Esse país é nosso, esse país é dos trabalhadores, por mais que as pessoas tentem roubar a nossa identidade e a Enfermagem tem uma parcela importante nesta construção”, concluiu.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

4 × dois =