Sem avanços na proposta dos filantrópicos, SERGS reafirma luta pela reposição do INPC

O SERGS participou nesta quinta (14) da segunda reunião de negociação com a Federação dos Hospitais Beneficentes, Religiosos e Filantrópicos do Rio Grande do Sul para negociação coletiva para as cláusulas econômicas da Convenção Coletiva de Trabalho 2020/2022.

A patronal segue sem avanços em sua proposta, prevendo reposição apenas parcial do INPC. O SERGS rejeitou mais uma vez essa proposta, reafirmando que a categoria teve muitas perdas econômicas e que a inflação está tirando o poder de compra dos profissionais. Desde a primeira reunião o SERGS tem defendido no mínimo a reposição integral do INPC na data-base, como forma de compensação financeira.

Além disso, o Sindicato tem lembrado os representantes da gestão das instituições que a enfermagem foi uma das categorias diretamente envolvidas no enfrentamento da pandemia, com adoecimento e perda de muitas vidas.

Uma próxima reunião está agendada para 27 de outubro. O SERGS espera que nesta reunião a patronal seja mais sensível ao pleito dos trabalhadores e avance em sua proposta econômica.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

nove − três =