Atrasos de salário no Cardiologia: Enfermeira obtém liminar para rescisão indireta

Uma enfermeira do Instituto de Cardiologia de Porto Alegre obteve decisão liminar que declarou a rescisão indireta do contrato de trabalho. A ação foi movida de forma individual pelo escritório Paese e Ferreira Advogados, responsáveis pela assessoria jurídica do SERGS na capital.

A juíza acolheu os argumentos da trabalhadora, que comprovou a ocorrência de atrasos no pagamento dos salários, do FGTS e das férias, declarando ter ocorrido violação de direitos básicos do contrato.

O hospital foi condenado a pagar as verbas rescisórias, incluindo aviso prévio proporcional, 13º salário proporcional, férias com 1/3 e multa de 40% sobre o FGTS. Também foi autorizado o saque do FGTS.

A enfermeira é sindicalizada ao SERGS e obteve honorários diferenciados nessa ação. Seja você também sindicalizado(a) e conte com o apoio da assessoria jurídica do sindicato não somente nas demandas coletivas, mas também nas ações individuais procedentes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

17 + 18 =