SERGS na luta pela aprovação das fontes de custeio do piso da Enfermagem

A vice-presidente do SERGS, Denize Cruz, e as diretoras Inara Ruas e Bruna Engelmann, estão nesta semana em Brasília (DF) acompanhando de perto todas as discussões para aprovar as fontes de custeio para o Piso Salarial da Enfermagem. A luta é nacional, com participação de todas as entidades que integram o Fórum Nacional da Enfermagem.

A mobilização acontece durante o 12° Conse – Congresso Nacional Sindical dos Enfermeiros, que reuniu entidades sindicais do Brasil inteiro. O presidente do Conselho Nacional de Saúde (CNS), Fernando Pigatto, o presidente da Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Flausino Antunes Neto, a presidente da Internacional de Serviços Públicos (IST), Denise Mota, a presidente do Fórum Nacional da Enfermagem e dirigente da CNTSS, Líbia Belucci, o representante da CNTS, Valdirlei Castagna, e os deputados federais Mauro Benevides, Carmem Zanotto e Alice Portugal estiveram esclarecendo e debatendo com enfermeiros(as) de todo país sobre os tramites para as fontes de custeio e de como a pressão da categoria pode ajudar. Foram tiradas várias comissões para este tema e os presidentes e vice-presidentes dos sindicatos federados a FNE tiveram agenda com a senadora Eliziani Gama. Outras comissões foram conversar com deputados e senadores de seus respectivos estados e uma comissão ocupou o Salão Azul do Senado como forma de pressão aos parlamentares para que agilizem a votação das fontes de custeio  e da PEC 32.

O objetivo é conquistar o apoio do número máximo possível de parlamentares nas duas casas legislativas. Segundo Inara Ruas, “representamos trabalhadores de diferentes pontos do país, lutando pela valorização da Enfermagem”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

19 + 18 =