GHC quer aplicar novas regras e sindicatos se posicionam na defesa dos trabalhadores

A Reforma, que entrou em vigor no dia 11 de novembro, levará à redução dos direitos históricos, afetando o bolso do trabalhador, com retrocesso de 100 anos em termos de direitos trabalhistas. Importante dizer que esta reforma teve a anuência da classe trabalhadora que entendia (de acordo com o que os interesses da própria midia indicava) que os sindicatos chamavam à luta tão somente por um imposto sindical.

Nem bem entrou em vigor as novas regras e a gestão do GHC convoca os sindicatos para uma mesa de negociação e já informa a aplicação plena da ANTI-Reforma Trabalhista.
Dentre as maldades previstas, está o corte no pagamento das horas extras habituais, a limitação do pagamento de adicional noturno apenas ao período das 5h às 7h da manhã e no pagamento da hora extra em feriados.

Para Estevão Finger, este movimento da direção confirma o golpe da Reforma Trabalhista, que beneficia as patronais e vulnerabiliza e penaliza a classe trabalhadora. “Trata-se de uma Anti-reforma trabalhista, precisamos resistir”, afirma.

 

Os sindicatos presentes à reunião da mesa rechaçaram totalmente a proposta e já se manifestaram em ata de forma contrária. É muito importante que todos(as) os(as) colegas enfermeiros(as) se posicionem junto com o SERGS contra a retirada dos direitos, somente a mobilização dos trabalhadores poderá impedir essa situação, pois a Reforma Trabalhista sim, autoriza essa situação. Obviamente em relação ao adicional noturno a gestão terá de empreender revisionais processuais no âmbito da justiça, pois o pagamento das horas noturnas após as 5 da m anhá são objeto de decisão judicial, mas acreditem, isso será empreendido pela gestão.

Em breve o Sergs e o Sindisaúde realizarão painéis sobre reforma trabalhista e prerrogativas profissionais, em dois turnos para facilitar o acesso de todo(a)s o(a)s profissionais de enfermagem do GHC, agende-se e participe.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

17 − 11 =