Impasse na mediação do acordo interno GHC

Nesta segunda, dia 17, na sede do TRT4, aconteceu mais uma dura rodada de mediação entre sindicatos de trabalhadores(as) e representantes da gestão GHC, sobre o acordo interno.

Os representantes patronais sinalizaram com a manutenção e o reajuste do Vale-Alimentação pelo INPC. O grande impasse, porém, é a manutenção das duas cláusulas que tratam dos benefícios licença capacitação e férias prêmio, conquistados pelos trabalhadores do grupo há mais de 5 anos, após muita pressão dos sindicatos.

O presidente do SERGS, Estevão Finger, questionou os representantes do GHC sobre os motivos de tais cortes. “Gostaríamos de saber quais são os fundamentos que levam a atual gestão, que se diz defensora do SUS, a cortar a qualificação da equipe que faz o atendimento da população”, levantou.  Representantes do Sindisaúde lembraram também que o corte destes benefícios torna o sistema de avaliação meramente punitivo, para justificar demissões, deixando de valorizar o quadro funcional.  A diretora do SERGS, Janaína Rodrigues, também esteve presente na reunião.

A mediação foi temporariamente suspensa para que os sindicatos voltem a tentar uma negociação direta, com garantia do pagamento do vale-alimentação atual e dos dois benefícios por 60 dias. Os sindicatos realizam nova reunião com o GHC no próximo dia 25 de julho, às 10h. Uma nova mediação do TRT4 sobre o tema está agendada para o dia 2 de agosto, às 14h, na sede do tribunal.

Texto e fotos: Assessoria de Comunicação SERGS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

11 + 8 =