SERGS DENUNCIA PERSEGUIÇÃO AOS PROFISSIONAIS DO HOSPITAL CENTENÁRIO | Sergs

Notícias

SERGS DENUNCIA PERSEGUIÇÃO AOS PROFISSIONAIS DO HOSPITAL CENTENÁRIO

Na última terça-feira (17/09) o Sindicato dos Enfermeiros do Estado do Rio Grande do Sul esteve presente na Sessão da Câmara de Vereadores de São Leopoldo para denunciar os últimos acontecimentos referentes ao Hospital Centenário.


A diretora Claudia Silva apontou que a situação do HC é de conhecimento público há muito tempo e que os profissionais do hospital, desde o início do ano, têm encaminhado à administração pública, situações de que beiram ao risco de vida dos pacientes, protocoladas através de documentos oficiais.


Ela relatou que após o falecimento de uma menina de dois anos, em decorrência de quadro grave de Meningite Meningocócicatipo B, foi instaurado uma sindicância e aberto processos administrativos disciplinares que não encontraram culpados pela morte. “Mas mesmo assim a gestão hospitalar solicitou a demissão de servidores, sem haver erro de problema de conduta profissional”, informou a enfermeira.


Claudia relatou a preocupação que as demissões causaram. “Como vamos ter condições para trabalhar sendo que dois colegas não tiveram erros nas suas condutas e estão sendo punidos?”, questionou. A enfermeira ainda denuncia que existe o objetivo de terceirizar o hospital. “Nós lamentamos muito a morte dessa criança, é uma perda que não tem recuperação. Mas, não é culpando e perseguindo profissionais que esse quadro vai ser revertido”, enfatizou.


O Sindicato Médico do Rio Grande do Sul também esteve na sessão. Marcos Rovinski, diretor da entidade, indicou que há uma tentativa de se transferir a responsabilidade que é da gestão do hospital para os trabalhadores.


Depois dos pronunciamentos, a Comissão de Saúde da Câmara se comprometeu em se posicionar sobre o tema frente à Gestão Municipal.


Compartilhe esta notícia