Nota de esclarecimento do Sindicato dos Enfermeiros do Estado do Rio Grande do Sul | Sergs

Notícias

Nota de esclarecimento do Sindicato dos Enfermeiros do Estado do Rio Grande do Sul

O Sindicato dos Enfermeiros no Estado do Rio Grande do Sul (SERGS), vem a público esclarecer algumas situações, que vem sendo alvos de questionamentos e confusões por parte da categoria:


A Reforma Trabalhista foi extremamente danosa para a classe trabalhadora e permitiu a retirada e redução de direitos históricos e fundamentais, para alcançar seu intento, visou enfraquecer a ação dos sindicatos. Os ataques das patronais têm sido constantes nesse sentido, exigindo uma grande resistência do sindicato na defesa dos enfermeiros. O SERGS vem bravamente resistindo a esses ataques: nas negociações com os sindicatos patronais e hospitais, nas discussões com as instituições públicas, na mídia, em todos os espaços de luta e resistência.


Reduzir a ação dos sindicatos é o desejo das patronais e isso certamente levará à ausência de representação dos pleitos dos enfermeiros, ausência de voz, ausência de resistência, fragilizando-os frente ao absoluto poder patronal. Há risco real de perdas de direitos! Precisamos lutar pela garantia do que foi conquistado até agora, com muito empenho!


As Convenções Coletivas e Acordos Coletivos de Trabalho firmados pelo SERGS são uma das principais formas de manutenção e avanços de direitos trabalhistas, e é o sindicato quem tem legitimidade legal para negociar com as patronais. Existem importantes direitos conquistados pelas Convenções Coletivas dos Enfermeiros, como o adicional noturno no valor de 50% para a capital e 40% para o interior (a CLT limita a no máximo 20%), adicional de especialização, saída para eventos e cursos, quinquênio de 5%, dentre muitos outros. Portanto, as Convenções Coletivas não se restringem ao reajustamento salarial, que tem sido conquistado na negociação e que depende da negociação coletiva empreendida pelo SERGS, mas à garantia de um conjunto de direitos.


O SERGS jamais aceitará firmar Convenção Coletiva de Trabalho ou Acordo Coletivo de trabalho que retire direitos!


O SERGS é uma entidade dirigida por enfermeiros e para os enfermeiros! Há muito trabalho e esforço para mantê-lo! Os cargos eletivos são exercidos gratuitamente, somente havendo ressarcimento aos empregadores das horas dos dirigentes para realização de atividades sindicais, que se limitam aos valores praticados na instituição empregadora.


Reforçamos a importância da categoria juntar suas forças para lutar ao lado de seu sindicato! Sindicato fraco e sem capacidade de ação só serve para os interesses patronais! Sindicalize-se! Não faça oposição a formas de financiamento e sustentabilidade da entidade sindical. Sindicato forte para uma Enfermagem forte, essa é a nossa Luta!


Compartilhe esta notícia