Segue impasse na negociação com IMESF/POA | Sergs

Notícias

Segue impasse na negociação com IMESF/POA

A diretoria do SERGS participou, junto com sua Comissão de Negociação, assim como as demais entidades sindicais da Saúde, da audiência de mediação no Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT-4) sobre os Acordos Coletivos 2016/2017 e 2017/2018 do Instituto Municipal de Estratégia de Saúde da Família (IMESF) que aconteceu nesta quinta, 8 de fevereiro.

Na ocasião, ficou determinado pelo mediador que os secretários municipais da Saúde e da Fazenda, respectivamente Erno Harzheim e Leonardo Busatto, serão notificados pessoalmente para comparecerem à próxima audiência de mediação, marcada para o dia 1º de março, às 10h, no TRT.

A decisão é importante porque os representantes do IMESF que têm comparecido às mesas de negociação alegam, repetidamente, que o Município não tem repassado verba ao Instituto, o que estaria bloqueando as negociações dos acordos, muito embora a visão dos sindicatos seja de que a empresa têm total autonomia em suas negociações. Com a presença dos secretários, espera-se o destravamento das negociações. Um dos representantes do IMESF afirmou a importância da convocação. "Sem eles, não temos poder de decisão", comentou.

O SERGS defende uma solução o mais breve possível para este impasse, que já dura um bom tempo. “A gestão do IMESF precisa ter respeito com as enfermeiras e os enfermeiros, que são essenciais para a atenção básica do município”, afirma o presidente Estêvão Finger.

Também ficou definido que os representantes do Instituto, para esta próxima audiência, elaborarão cálculo do impacto orçamentário que os reajustes pretendidos pelos trabalhadores irão causar nas despesas do município.

Em termos financeiros, as várias categorias representadas pelos sindicatos em mesa pleiteiam o reajuste relativo ao IPCA acumulado, que foi de 9,81% em 2016 e 5,62% em 2017, e seus reflexos no vale-alimentação.

Fonte: Comunicação SERGS com informações do SindiSaúde

Compartilhe esta notícia