Enfermeiros denunciam assédio moral e mantêm greve em Sapucaia do Sul | Sergs

Notícias

Enfermeiros denunciam assédio moral e mantêm greve em Sapucaia do Sul

Dezenas de enfermeiros e enfermeiras paralisaram suas atividades na Fundação Hospitalar Getúlio Vargas (FHGV), que administra a casa de saúde de Sapucaia do Sul, na manhã de hoje.

Comandados pelo Sindicato dos Enfermeiros no Estado do Rio Grande do Sul (Sergs), os profissionais decidiram manter a greve por tempo indeterminado até que a direção da instituição hospitalar retome o diálogo com a categoria. A paralisação também se estende à unidade da UPA no município.

De acordo com o presidente do Sergs, Estevão Finger, o primeiro dia do movimento for marcado por novas denúncias de assédio moral por parte do FHGV, que procurou coagir para que enfermeiros e enfermeiros não aderissem. Com isso, o Sindicato está acionando o Ministério Público do Trabalho.

Alėm de atrasos corriqueiros nos salários, a direção do hospital não solucionou outros problemas, como o pagamento da segunda parcela do 13º salário e a regularização da quitação de férias.

 

Assessoria de comunicação

Jornalista Jorge Correa (MTb 5524)

Compartilhe esta notícia