Deforma da Previdência | Sergs

Notícias

Deforma da Previdência

A proposta de Reforma Previdenciária que está sendo divulgada nos meios de comunicação é nociva ao povo brasileiro. A primeira questão é que o projeto pretende igualar a idade mínima em 65 anos para homens e mulheres, desconsiderando a desigualdade de gênero existente no mundo do trabalho.


Outro ponto crucial é a modificação do valor do benefício. Hoje, o preço da aposentadoria é atrelado ao salário mínimo, princípio importante que garante aos aposentados receberem benefícios com valores minimamente suficientes para o seu desenvolvimento, apesar das dificuldades que o próprio salário mínimo tem de assegurar isso. Porém, com a Reforma, essa garantia se modifica. Não estando atrelado a um valor mínimo, o benefício vai reduzindo até chegar a ZERO!


Ter uma vida saudável e digna, com mínimas condições de segurança financeira, não tem qualquer importância para o Governo Federal e seus adeptos. Pagar um valor abaixo do estabelecido pelo salário mínimo é menos do que entregar uma “esmola” para os milhões de trabalhadores aposentados que ajudaram a construir este país. O prejuízo para os trabalhadores fica evidente quando o governo fala em "economizar" um trilhão de reais em dez anos com a Reforma da Previdência. O peso desta economia cai justamente sobre as costas cansadas de quem mais precisa de uma aposentadoria digna.


Por isso, o Sindicato dos Enfermeiros do Rio Grande do Sul é completamente contrário a esse projeto e não aceita essa proposta. Nós consideramos que ela representa mais um retrocesso de direitos, que penaliza a classe trabalhadora, sendo mais uma tentativa de prejudicar e dificultar a adesão à aposentadoria, pois pisa nas garantias fundamentais da nossa população e trata os aposentados como lixo.


A Previdência Social é um patrimônio dos brasileiros assegurado pela contribuição de cada trabalhador e cada trabalhadora. Por isso, entendemos que qualquer mudança na garantia de aposentadoria deve ser amplamente debatida com a sociedade e com os representantes dos trabalhadores de forma democrática e transparente, também para acabar com os privilegiados da Previdência Social!


Conclamamos todos e todas a resistir contra a mais esse ataque aos direitos e conquistas duramente acumulados ao longo da história de lutas da classe trabalhadora brasileira! Enviem e-mail aos deputados federais e senadores e lembrem a eles que devem representar a vontade do nosso povo!


CHEGA DE RETROCESSOS E RETIRADA DE DIREITOS!


Sergs Sindicato


Compartilhe esta notícia