Atenção enfermeiras e enfermeiros: esclarecimento sobre a contribuição sindical | Sergs

Notícias

Atenção enfermeiras e enfermeiros: esclarecimento sobre a contribuição sindical

A mídia tem alardeado que, a partir da reforma trabalhista, o trabalhador não é mais obrigado ao pagamento da contribuição sindical. Mas, o que a imprensa não noticia é para que serve esta taxa e nem quais os novos trâmites para a sua cobrança a partir da reforma trabalhista.

É a sua contribuição sindical que mantém o SERGS funcionando. No decorrer dos anos, o Sindicato tem empreendido ações que estão beneficiando a todos e todas; realizou convenções coletivas de trabalho que garantiu reajuste de salário, pagamento de retroativos, adicional noturno, entre outros direitos às enfermeiras e aos enfermeiros. Ainda podemos ofertar assessoria jurídica, contábil e de previdência. E tudo isto, e muitas outras ações e atividades, só foram possíveis graças à sua contribuição sindical.

O novo trâmite para a cobrança da contribuição sindical, de acordo com a reforma trabalhista, é a realização de uma assembleia, que o SERGS realizou no dia 24 de janeiro. Esta assembleia foi amplamente divulgada em diversos meios de comunicação e nas redes sociais. As enfermeiras e os enfermeiros presentes deliberaram por manter a cobrança da contribuição sindical, pois reconheceram a importância de manter sua entidade forte e atuante. Portanto, a mesma será cobrada nos contracheques como nos anos anteriores.

É através da sua contribuição sindical que podemos manter a defesa dos direitos trabalhistas de enfermeiras e enfermeiros e lutar por melhorias para toda a categoria.

Lembre-se que um dos objetivos da reforma trabalhista é extinguir os sindicatos, e assim, deixar você a mercê dos desmandos e abusos do patronato, sem ter a quem recorrer.

No entanto, os hospitais já autorizaram a cobrança da contribuição sindical para o sindicato patronal, pois sabem da importância desta organização. E você, quer que o SERGS continue funcionando?

Contamos com o seu apoio para o pagamento da contribuição sindical e saiba que o Sindicato continuará na luta pelos seus direitos. Sindicalize-se e torne o seu sindicato ainda mais forte.

Gestão Renovação e União

Fonte: Imprensa SERGS com Sindicato da Bahia

Compartilhe esta notícia