Fica de olho, enfermagem: governo federal quer tirar reajuste pela inflação de salários e aposentadorias em 2023

Aposentados, recebedores de benefícios sociais e trabalhadores ativos poderão perder muito seu poder de compra em 2023. O governo Bolsonaro prepara uma PEC para ser votada após o segundo turno das eleições que acaba com a correção pela inflação do salário mínimo e aposentadorias. O projeto retoma uma prática do período militar, retirando um dos principais avanços da Constituição de 1988.

O poder de compra de milhares de brasileiros poderá ser afetado com essa medida, que teria impactos sobre salários e aposentadorias de todas as áreas, inclusive da Enfermagem. Prejudica também o Auxílio-desemprego.

“Assim como denunciamos a retirada de direitos com as Reformas Trabalhista e Previdenciária, é nosso dever alertar a Enfermagem para os riscos que essa medida representa, no apagar das luzes da atual gestão”, afirma Cláudia Franco, presidenta do SERGS.

Acompanhe o tema na mídia, procure se informar para não reclamar depois, e ajude a pressionar para isso não acontecer. O SERGS e todas as entidades sindicais estão atentos aos próximos movimentos do governo federal que apontam para retirada de direitos dos trabalhadores, lutando contra qualquer tipo de retrocesso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

cinco × cinco =