Canoas: caso GAMP pode se repetir com as novas terceirizadas

A população gaúcha tem acompanhado a luta de meses dos trabalhadores demitidos da saúde de Canoas, vinculados ao GAMP, representados por seus sindicatos, para receber suas verbas rescisórias, após o término do contrato da Prefeitura com esta organização e a demissão em massa de todos os seus profissionais. A Prefeitura não assumiu sua responsabilidade no caso, deixando os trabalhadores da saúde sem a quitação dos direitos trabalhistas. A tentativa de mediação pelo TRT encerrou-se nesta semana e a luta deve continuar na via judicial, conforme noticiado pelo SERGS – leia aqui.

Por outro lado, cabe ressaltar outro ponto importante que preocupa os sindicatos – a perspectiva de que a situação de descumprimento dos direitos trabalhistas venha a ocorrer também com as novas terceirizadas, que estão atuando desde janeiro no município. O SERGS vem recebendo denúncias de enfermeiros(as) na ativa destas terceirizadas que já se encontram com salários atrasados e sem depósito de seu FGTS.

A presidenta do SERGS, Cláudia Franco, alerta que esta situação possa virar uma nova bola de neve como foi o GAMP. “Parece que estamos vendo tudo que aconteceu antes se repetir”, comentou na mediação desta semana.

Desde o dia 27 de janeiro, a saúde de Canoas foi dividida em várias terceirizações, assim distribuídas: FUNAM (Fundação Educacional Alto Médio São Francisco) assumiu a gestão do Hospital Universitário de Canoas (HU); ACENI (Instituto de Atenção à Saúde e Educação) faz a gestão do Hospital de Pronto Socorro Prefeito Dr. Marcos Antonio Ronchetti; Biogesp (Associação de Gestão e Execução de Serviços Públicos e Sociais) ficou responsável pelas UPAs Hugo Simões Lagranha e Liberty Dick Conter; e IBSaúde (Instituto Brasileiro de Saúde, Ensino, Pesquisa e Extensão para o Desenvolvimento Humano) administra os CAPS Recanto dos Girassóis, Travessia, Novos Tempos e Amanhecer.

É importante que os(as) colegas sinalizem para o seu sindicato qualquer irregularidade nos pagamentos destas terceirizadas, a fim de que a situação possa ser acompanhada e providências tomadas.

Valorize quem te representa.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

2 × um =