Trabalhadores(as) do GHC definem propostas para negociação do Vale-Alimentação

Com um total de 2 mil votantes, SERGS e demais sindicatos que representam as categorias que trabalham no GHC, finalizaram na sexta (13), a votação realizada após a assembleia presencial da quinta (12). Um total de 20% dos trabalhadores do grupo se manifestou via formulário eletrônico.

Deste total 99% votaram a favor da proposta de negociar a recomposição do Vale-Alimentação pela inflação do período (32,57%), o que equivalente a 1.894 respondentes.

A ampla maioria (90,9%) também concordou com a proposta de que o Vale deve ser reajustado pelo menos pela inflação em 2023. E 87,8% manifestaram-se favoráveis a solicitar o compromisso da direção do GHC para que discuta e avance junto ao Sindihospa (patronal) pela transferência do Vale-Alimentação do Acordo Coletivo para a Convenção Coletiva.

Por fim, também foi aprovado por ampla maioria (78,9%) a proposta de prorrogação do Acordo Coletivo por mais 60 dias (a partir da expiração da última prorrogação).

Houve ainda uma questão sobre o estado de greve permanente que teve 44,3% de votos favoráveis. Com essa condição de estado de greve não é necessária a convocação de assembleia para definir o início de uma greve, caso este seja o entendimento futuro, a depender do avanço das negociações.

Agora todas essas propostas serão apresentadas na mesa de negociação com o GHC pelo SERGS e demais sindicatos.

Acompanhe os desdobramentos e participe da mobilização você também.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

quatro + dezesseis =