SERGS na luta para garantir direitos dos demitidos(as) do Hospital Porto Alegre

O SERGS participou nesta quarta (15) de mais uma audiência no Ministério Público do Trabalho sobre a situação do Hospital Porto Alegre, referente a atrasos salariais e demissões ocorridas na instituição. A presidenta do SERGS, Cláudia Franco, e o assessor jurídico Saulo Oliveira do Nascimento, representaram a entidade. Também estiveram presentes representantes do Sindisaúde e Sindicato dos Trabalhadores em Radiologia (Sinttargs).

Como a gestão municipal não atendeu o prazo para apresentar ao MPT o detalhamento sobre os repasses feitos à Associação dos Funcionários Municipais de Porto Alegre (AFMPA) – órgão que faz a administração do hospital – foi concedido novo prazo até 20 de dezembro para que esses documentos sejam apresentados.

Já a AFMPA deverá encaminhar para os sindicatos envolvidos até esta sexta (17) os termos de rescisão e as guias de seguro desemprego de todos os trabalhadores demitidos, para que cada entidade possa dar assistência à sua base para saque de eventual FGTS depositado e encaminhamento para o seguro desemprego.

“Neste momento, buscamos garantir o pagamento de direitos mínimos aos trabalhadores desligados. Mas vamos seguir acompanhando essa situação e lutando pelo pagamento de todas as demais verbas rescisórias aos profissionais demitidos”, afirmou Cláudia Franco, presidenta do SERGS.

SERGS Sindicato – meio século de lutas!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

9 − nove =