Trabalhadores e usuários ocupam SMS, em defesa do IMESF

Trabalhadores da Estratégia de Saúde da Família, representantes de entidades sindicais, vereadores e usuários do SUS na cidade realizaram nesta quinta (11), pela manhã, um protesto na Secretaria Municipal da Saúde para reivindicar o fim das demissões no IMESF e cobrar mais uma vez um posicionamento da gestão municipal em relação ao destino da atenção básica na capital.

Após o protesto no pátio da Secretaria, um grupo de manifestantes foi recebido por representantes da gestão municipal. A presidenta do SERGS, Cláudia Franco, participou desta reunião e reiterou a fala em defesa da atenção básica. Conforme Cláudia, os postos estão sem profissionais em número suficiente para atender a população. Além disso, segundo ela, o serviço prestado pelas terceirizadas não cria vínculos com a comunidade e precariza as relações de trabalho.  “Os sindicatos já apresentaram várias propostas mostrando ser mais viável e econômico para o município manter as equipes, mas por decisão política a prefeitura segue optando pela privatização”, afirma.

Carolina Herrmann Heck, moradora do bairro Jardim Leopoldina, questionou os representantes da Prefeitura sobre o futuro da atenção básica na cidade. “O governo está fazendo um desmame, mandando embora profissionais muito qualificados que atendiam uma população de mais de 18 mil pessoas, só na Zona Norte da cidade”, afirmou a usuária do SUS.

Os trabalhadores presentes tiveram a chance de desabafar e relatar toda a importância do seu trabalho e o impacto das demissões nas suas vidas. Por volta das 10h30 da manhã, as portas do prédio da Secretaria foram fechadas e passaram a ser vigiadas pela Guarda Municipal. Os funcionários que estão dentro do prédio receberam a informação de que, se saírem, não poderão mais entrar no estabelecimento. Eles então ficaram dentro do prédio da SMS e lá permanecem até o fechamento deste texto, na expectativa de serem recebidos pelo Secretário Municipal de Saúde, para impedir que prossigam as demissões no IMESF e para pedir sejam chamados os concursados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 2 =