A VERDADE sobre os atrasos de salários no Hospital Porto Alegre

Atenção enfermeiros(as) que atuam no Hospital Porto Alegre: o SERGS ajuizou ação para pagamento da diferença do salário de fevereiro e toda a folha março/2021, que vinham sendo pagos atrasados e de forma parcelada, em razão das inúmeras denúncias encaminhadas pelos enfermeiros. A ação obteve o deferimento de liminar judicial, determinando a penhora dos créditos que o hospital possui junto ao Centro Clínico Gaúcho, para pagamento deste valor em aberto.
O mandado de bloqueio foi emitido na última sexta-feira, dia 7, e o SERGS aguarda seu cumprimento. Até o momento, ainda não recebeu nenhum valor referente a esta ação e, tão logo a quantia seja depositada, imediatamente será repassada aos profissionais da instituição.
O êxito do bloqueio dos valores depende da existência de créditos suficientes para o pagamento junto ao Centro Clínico Gaúcho e que este cumpra imediatamente a ordem judicial.
O único objetivo do SERGS é garantir que os profissionais venham a receber os referidos valores, evitando que a cada repasse dos créditos dos faturamentos, o dinheiro seja usado para outros fins e não para pagar o árduo trabalho de cada um. Não tem interesse em reter ou tardar o pagamento, pelo contrário, o objetivo sempre foi obrigar o Hospital a quitar os atrasados.
A ação não inclui o salário de abril, pois foi proposta antes de seu vencimento. Logo, não tem nenhuma justificativa o não pagamento do salário do referido mês.
O que a gestão do hospital está fazendo é novamente atrasar o pagamento dos salários e de forma leviana relacionar o pagamento do mês de abril a esta ação, jogando os(as) enfermeiros(as) contra o seu sindicato.
Acompanhe no site do SERGS as novidades sobre essa ação e não caia em conversa de corredor!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze + dezoito =