Entidades da saúde formalizam saída do COMUE

As entidades que representam a saúde na capital formalizaram nesta sexta, dia 9, sua saída do  Conselho Multissetorial para o Enfrentamento da COVID19 (COMUE-COVID), órgão instituído pela Prefeitura Municipal de Porto Alegre com o objetivo de promover o diálogo sobre a crise da Covid em Porto Alegre.

Leia aqui a íntegra do documento elaborado pelas entidades justificando a decisão.

“Explicamos aos presentes que nós, profissionais da saúde, temos um juramento com a vida, precisamos defender a ciência e não podemos compactuar com a lógica econômica se sobrepondo à saúde da população”, afirmou a presidenta do SERGS, Cláudia Franco.

Cláudia também questionou o plano de volta às aulas apresentado pelo município, que afirma ser importante a socialização das crianças, justamente em um momento onde são necessárias medidas de isolamento social.

Por fim, o SERGS também manifestou sua preocupação com a flexibilização anunciada pelo Governo do Estado nesta sexta-feira, tendo em vista o colapso percebido no sistema de saúde nas últimas seis semanas.

Desde o início da pandemia, o SERGS tem defendido  o lockdown como forma de frear a disseminação do vírus e desafogar a pressão sobre o sistema de saúde, o auxílio emergencial para ajudar financeiramente a população e a vacinação em massa de toda a população trabalhadora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 4 =