SERGS defende que remanejo tenha critérios claros no GHC

Em esclarecimento à nota publicada hoje pelo GHC em seu site, o SERGS manifesta sua preocupação com o sistema de remanejo proposto pela direção do GHC. Na visão do Sindicato, a proposta feita pela gestão do grupo fere a isonomia constitucional, retira direitos (horas noturnas reduzidas, adicional noturno após 5h), impede o trabalhador de discutir o direito ao intervalo (questão de saúde e segurança) e de exercer o direito constitucional e pessoal de cobrar seus direitos em caso de descumprimento.

O SERGS esteve reunido com a diretoria do GHC nesta terça, dia 9, para tratar sobre o tema, defendendo avanços na proposta e correção das ilegalidades nela contidas.

“Defendemos que o remanejo aconteça sim, mas com igualdade de direitos para todos e todas”, afirma Cláudia Franco, presidenta do SERGS.

O Sindicato espera que o GHC avance nesta proposta, de forma a equilibrar interesses de todos os impactados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 + 10 =