Mediações com entidades patronais – SERGS na luta para reverter prejuízos financeiros da categoria

Nesta quinta, dia 28, aconteceram rodadas de mediação com as grandes entidades patronais do Estado – Sindihospa e Sindiberf – para tratar das Convenções 2021. Veja um resumo de cada uma das negociações, realizadas no formato online:

Sindihospa
Pela manhã, sindicatos de várias categorias de trabalhadores(as) que atuam em hospitais e clínicas privados de Porto Alegre reivindicaram a necessidade de recompor as perdas financeiras do ano de pandemia. Ficou acordado que os sindicatos de trabalhadores farão um levantamento do índice de perdas por categoria e levarão para discussão com o Sindihospa em uma nova rodada de mediação no próximo dia 10 de fevereiro.

Sindiberf
À tarde, o sindicato que representa as instituições beneficentes propôs reposição do INPC, mas houve impasse na questão da retroatividade na composição deste percentual nos vencimentos, conforme a data-base de cada categoria. A presidenta do SERGS, Cláudia Franco, lembrou que é preciso que o Sindiberf pondere a necessidade de um tratamento equânime para todas as categorias que trabalham nas instituições, pois no interior há enfermeiras(os) com vencimentos muito baixos. “Como não temos um piso salarial da nossa categoria, há uma realidade muito discrepante na capital e no interior e a Convenção precisa contemplar essa realidade para não gerar mais perdas financeiras para estes colegas”, comentou Cláudia. A mediação com Sindiberf será retomada no dia 9 de fevereiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

nove + 9 =