Marchezan descumpre legislação: Posto Modelo da capital SEM enfermeiros(as)

O Posto de Saúde Modelo, na região central da capital, está sem enfermeiros(as) supervisionando o trabalho de técnicos(as) de enfermagem, o que é ILEGAL no exercício da profissão.

A denúncia formal ao Ministério Público já está sendo encaminhada pelo Coren-RS, que é o órgão que tem poder de fiscalizar o exercício da profissão, com o apoio do SERGS.

Depois de demitir mais de 1,3 mil profissionais da saúde vinculados ao IMESF para privatizar a saúde na capital, o governo Marchezan encerra seu mandato com mais uma maldade para os porto-alegrenses, descumprindo a legislação. As entidades que representam a enfermagem repudiam esse descaso, que mais uma vez coloca em risco a saúde da população e desrespeita uma categoria profissional.

O SERGS espera que a próxima gestão do Paço Municipal tenha mais sensibilidade com os usuários e profissionais da saúde, principalmente neste momento de enfrentamento da pandemia e à espera da vacina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × três =