SERGS e Sindisaúde denunciam demissões em massa e assédio moral no Hospital São Lucas da PUC

Em protesto às emissões em massa ocorridas nas últimas semanas no Hospital São Lucas da PUC, o SERGS e o Sindisaúde realizaram na manhã desta terça, dia 10, uma manifestação para alertar a população quanto às atitudes tomadas pelos gestores, que vão contra todos os conceitos estabelecidos pela filosofia Marista de “Espírito de família e solidariedade”.

O SERGS foi representado neste ato por suas diretoras Cláudia Franco e Denize Cruz. Cláudia concedeu entrevista sobre as razões do protesto para veículos da imprensa.

Durante a manifestação, nenhum representante do hospital dirigiu a palavra aos trabalhadores. Funcionários(as) do RH acompanharam o ato, vigiando quem participava. Alguns colegas que estavam na mobilização foram chamados imediatamente ao RH e notificados de suas demissões, sem nenhuma explicação.

O SERGS lembra que a gestão do Hospital São Lucas não recebeu as representações sindicais para a negociação dos acordos coletivos. Além disso, preocupam as inúmeras denúncias e relatos de assédio moral e institucional recebidas pelo sindicato recentemente.

Texto e foto: Assessoria de Comunicação SERGS

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 × 5 =