Bom humor, união e atitude marcam protesto em Porto Alegre

Gritos de protesto em frente a um prédio cercado e fortemente vigiado e com seu atual gestor fechado ao diálogo. Este foi o cenário do final da tarde desta quarta, dia 16, em mais uma manifestação dos trabalhadores do município de Porto Alegre, no Paço Municipal. Profissionais de várias secretárias e órgãos da Prefeitura participaram da mobilização. Houve forte defesa em favor do Departamento Municipal de Água e Esgoto (DMAE), um dos alvos de privatização, pela atual gestão.

O presidente Estevão Finger e o diretor Carlos Luz participaram do ato, repudiando os retrocessos e a retirada de direitos, na defesa dos trabalhadores(as) da saúde, em especial. Os dois lembraram que há também tentativa de sucateamento e privatização dos hospitais Pronto Socorro e Presidente Vargas.

Em sua fala, Estevão disse que o atual prefeito mostra em seus vídeos uma Porto Alegre de “faz de conta”, que parece um cenário de Alice no país das maravilhas. Reiterou, contudo, que essa não é a realidade encontrada nas comunidades e nos postos e serviços de saúde da capital. “Exigimos respeito com a população e valorização dos trabalhadores. É preciso desmascarar essa farsa”, salientou. Muitas lideranças sindicais se manifestaram nesta hora e houve consenso de que o caminho que se apresenta é o de uma ampla greve dos municipiários(as) e demais trabalhadores(as).

O ato também apelou para o humor como forma de protesto. Para simbolizar o falso discurso da atual gestão, muitos(as) trabalhadores(as) usaram máscaras com nariz de Pinóquio e a face do atual prefeito Nelson Marchezan Jr. Ao final, todos dançaram uma paródia do hit Despacito, muito usado pelo líder do Executivo em suas redes sociais.

Texto e fotos: Assessoria de Comunicação SERGS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

oito − sete =