Forte mobilização dos sindicatos de POA contra os retrocessos na capital

O SERGS participou na manhã desta quarta, dia 9, do Fórum Sindical de Municipários(as) e Trabalhadores(as) de Porto Alegre, na sede do Simpa. O objetivo da reunião foi avaliar a postura dos sindicatos em relação aos retrocessos com a classe trabalhadora e políticas públicas do atual governo Marchezan.

“Todos os sindicatos estão em permanente mobilização de luta contra o fim de direitos e a favor dos serviços de qualidade para a população porto-alegrense”, afirma Estevão Finger, presidente do SERGS, que representou o sindicato no encontro.

Ofício à Câmara de Vereadores 

As reivindicações foram organizadas em forma de um ofício que será entregue ao presidente da Câmara de Vereadores. Entre as exigências está um maior diálogo entre o legislativo e os servidores, através de seus sindicatos e associações. Além disso, pede-se uma reunião entre os trabalhadores(as) e as lideranças do legislativo municipal.

No documento, os(as) trabalhadores(as) do município apresentam sua contrariedade aos projetos que retiram a licença-prêmio e outros, como o que pretende inserir o parcelamento de salários como regra.

Estiveram presentes, além do SERGS, o Sindicato dos Municipários de Porto Alegre (SIMPA), a Associação de Técnicos de Nível Superior do Município de Porto Alegre (ASTEC), o Sindicato dos Engenheiros (SENGE-RS), a Associação dos Administradores, Atuários, Contadores, Economistas e Estatísticos do Serviço Público Municipal de Porto Alegre (ACESPA), a Associação dos Auditores Fiscais da Receita de Porto Alegre (AIAMU), o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul (SIMERS), o Sindicato dos Servidores da Câmara Municipal de Porto Alegre (SindiCamara),SindiSaúde, a Associação dos Procuradores do Município de Porto Alegre (APMPA), a Associação dos Auditores e Técnicos de Controle Interno da Prefeitura Municipal de Porto Alegre (Ascontec) e a ASPLAM.

Texto: Assessoria de Comunicação SERGS com informações SIMPA / Foto: Arquivo SERGS

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

16 + 11 =