SERGS e sindicatos constroem proposta de acordo em Tramandaí (Fundação Hospitalar Getúlio Vargas)  

Na quarta, dia 26, o SERGS esteve presente em Tramandaí para a construção da proposta para o acordo coletivo junto a Fundação Hospital Getúlio Vargas. Durante a tarde, o presidente do sindicato, Estêvão Finger, visitou a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade e o Hospital Tramandaí (Fundação Hospitalar Getúlio Vargas) para conversar com os(as) enfermeiros (as), e conhecer as instalações, além de apresentar o sindicato. Para os(as) enfermeiros(as) do hospital, reforçou a importância da participação na construção da proposta de acordo coletivo.

À noite, em assembleia, com a presença de várias categorias profissionais e seus sindicatos, foram deliberados pontos importantes da proposta, como licença paternidade, maternidade, auxílio-creche e reajuste real para a categoria, criação de uma comissão paritária permanente de negociação, direito do uso do nome social para travestis e mulheres ou homens transsexuais, entre outros pontos.

Estevão falou sobre a importância da manutenção da união das entidades sindicais em defesa da classe trabalhadora. “Nossa intenção é negociar com a gestão para estabelecer um acordo coletivo que contemple conquistas e avanços para enfermeiros e enfermeiras e demais trabalhadores”, destaca.

A proposta segue agora para a discussão com a patronal.

Texto e fotos: Assessoria de Comunicação SERGS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

vinte − 10 =