SERGS presente em atos nos hospitais da capital

Diretores do SERGS participaram no início desta semana de vários atos de protesto e reivindicação de direitos de trabalhadores(as) dos hospitais de Porto Alegre. Na segunda, dia 29, tendo como pauta principal o vale-alimentação, foram realizadas paralisações e atos nos hospitais Conceição e Clínicas.

No Hospital de Clínicas, a gestão promoveu um ataque à liberdade de atividade sindical. Inicialmente, houve liminar para que os sindicatos pagassem multa de R$ 3.000 caso o movimento permanecesse. Posteriormente, uma segunda liminar, acatada pelos sindicatos, exigia o pagamento de R$ 100 mil por hora de paralisação. É importante ressaltar que em nenhum momento os sindicatos obstruíram o acesso da população, dos profissionais e estudantesao hospital. Segundo o presidente Estevão Finger, foi uma afronta aos trabalhadores em seu direito de reivindicar por melhores condições de trabalho. A vice-presidenta Cláudia Carina Santos lembra que os(as) trabalhadores(as) precisam ser valorizados e não ameaçados.

Nesta terça, dia 30, os protestos continuaram em frente à Santa Casa, como forma de pressionar a mantenedora dos hospitais filantrópicos que há dois anos não concede reajustes. “O Sindiberf tem resistido em negociar e só deve conceder o INPC do ano passado após mediação judicial. Uma verdadeira ofensa”, afirma a secretária-geral do SERGS, Denize Cruz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 + quatro =