SERGS debate medidas contra falta de pagamento e assédio moral da gestão em Canoas

Na manhã desta terça, dia 2, aconteceu mais uma assembleia dos(as) trabalhadores(as) do Hospital Universitários de Canoas, conduzida pelo SERGS e pelo Sindisaúde. Na ocasião, foi debatida a situação atual da instituição, os pagamentos atrasados e a falta de itens básicos para o atendimento a população.

O presidente do SERGS, Estevão Finger, dialogou com os trabalhadores e colocou o Sindicato à disposição de enfermeiros(as). Ele expressou seu apoio e solidariedade aos colegas. “São intoleráveis as práticas perversas de instituições como o GAMP, que além de atrasar salários, ameaçam seus trabalhadores com assédio moral institucional, coagindo a trabalhar sem insumos básicos e colocando em risco a vida dos pacientes”, comentou.

Os funcionários votaram pela realização de atos de conscientização da população, para que a situação do hospital seja esclarecida de maneira transparente.

Texto e fotos: Assessoria de Comunicação SERGS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dezesseis − 14 =