28 de abril é greve geral e os(as) enfermeiros(as) não podem ficar de fora!

Em março, milhares de pessoas em todo o país foram às ruas protestar contra este governo que impõe a retirada de direitos históricos da classe trabalhadora.

Agora, vamos intensificar este movimento com uma grande greve geral no dia 28 de abril, contra as Reformas da Previdência e Trabalhista. É hora de sensibilizar o Congresso para frear estas medidas abusivas contra o(a) trabalhador(a).

O(a) enfermeiro(a) é um trabalhador(a) fundamental na saúde deste país. Juntamente com seus colegas técnicos(as) e auxiliares, viabiliza toda a atenção básica e os principais atendimentos em hospitais e serviços de saúde.

Temos consciência da responsabilidade do nosso papel junto à população e sabemos que é difícil paralisar totalmente nossas atividades.

Por isso, o SERGS convida você, enfermeiro(a) a parar, mas se isso não for possível pelo menos e conversar com seus colegas e com a população atendida sobre os riscos destas reformas.

É preciso mostrar nossa indignação.

Se não houver mobilização de todos(as), essas reformas correm o risco de serem aprovadas e não adianta reclamar depois…

A hora é agora! Todos(as) em estado de greve no próximo dia 28.

Texto: Assessoria de Comunicação SERGS/ Imagem: Divulgação CUT-RS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

catorze + quatro =